Redes sociais: divórcio anunciado

0
96

O casamento entre os jornais e as redes sociais acabou. Com chamada de capa, o jornal Folha de S. Paulo anunciou que deixará, a partir de hoje (8 de fevereiro), de alimentar sua página no Facebook. De acordo com a publicação, a nova alteração no algoritmo da rede social passou a privilegiar conteúdos de interação pessoal em detrimento dos distribuídos por empresas, o que reforçaria a tendência do usuário a consumir apenas conteúdo com o qual possui afinidade, gerando “bolhas de opiniões”.

De acordo com a publicação, o Facebook já havia implementado algumas modificações em seu algoritmo que resultaram em um aumento no engajamento das páginas de fake news. Uma análise realizada entre outubro do ano passado e janeiro deste ano, com 21 páginas contendo notícias falsas e 51 páginas de jornalismo profissional, mostrou um aumento de 61,6% no engajamento das páginas do primeiro grupo, enquanto o segundo apresentou uma redução de 17% em suas interações. “As redes sociais, que poderiam ser um ambiente sobretudo de convívio e intercâmbio, são programadas de tal modo que estimulam a reiteração estéril de hábitos e opiniões preexistentes” afirmou a publicação em seu Projeto Editorial, publicado o ano passado.

Fonte: Folha de S. Paulo