Mundo digital: os novos também sofrem

0
178
Deu no Financial Times.

Os novos grupos de mídia digital estão encontrando dificuldades para atingir as metas estabelecidas para este ano de acordo com reportagem publicada originalmente no Financial Times e republicada em português no Valor Econômico com o título “Para novos grupos de mídia, o inverno já chegou”. A matéria traz vários exemplos. A receita da Vice Media, por exemplo, ficou US$ 100 milhões abaixo de suas previsões em 2017.

Empresas como o BuzzFeed e a Vox Media enfrentam os mesmos desafios que a mídia tradicional e tentam diversificar e progredir em um momento em que grupos como o Netflix e a Amazon Prime têm todas as atenções voltadas para si. Outro ponto destacado na reportagem foi a recente alteração no algoritmo do Facebook, que deixou de privilegiar páginas com conteúdo jornalístico. Embora não seja possível ainda medir seu impacto, acredita-se que haverá um impacto negativo nas receitas dos grupos que usam essas plataformas como principal meio de distribuição de conteúdo.

A mídia tradicional, por outro lado, resolveu adotar outra estratégia e focar suas receitas em assinaturas e não mais em anúncios. O The New York Times anunciou que ultrapassou o valor de US$ 100 milhões em receitas provenientes das assinaturas em 2017. O que se vê é que novas e tradicionais mídias precisam se reinventar para conseguir sobreviver no novo cenário da digitalização.

Fonte: Valor Econômico