O RP morreu, viva as Relações Públicas!

Recebemos hoje a visita do diretor editorial da PR Week, Steve Barret, que nos contou um pouco sobre o novo cenário no qual o profissional de Relações Públicas está inserido

0
121

O mundo mudou, o RP (Relações Públicas) mudou. A digitalização e as transformações radicais da indústria da comunicação estão obrigando o mercado de RP a se reinventar e a trilhar novos caminhos para continuar a ser relevante. Quando antes havia apenas o RP tradicional, que continuará tendo valor, há agora novas possibilidades em áreas tão díspares como compra de mídia, produção de conteúdos para as marcas, marketing direto e interação com os usuários finais.

Estas foram algumas das observações levantadas por Steve Barret, diretor editorial da mais importante publicação (impressa e digital) de Relações Públicas do mundo, da PR Week, que esteve em visita ao Brasil esta semana para o evento de final de ano da Abracom e que veio conhecer o escritório da Art Presse e da 140, agência digital e de mídias sociais.

Steve destacou a importância do modelo PESO (Paid media, Earned, Share e Owned) e as inúmeras possibilidades que se abriram aos profissionais de RP que antes eram dependentes principalmente de suas relações com a mídia e os ganhos gerados pela exposição da marcas em veículos de imprensa e na mídia de massa. E mais do que isso: o earned se ampliou também para as mídias sociais.

Disse também que as fronteiras entre as várias disciplinas e áreas estão cada vez mais rarefeitas fazendo com que os profissionais de RP atuem em ações de marketing e comerciais, produção de vídeos e branding – e vice-versa. É um cenário preocupante para alguns, mas fascinante para outros, pois grandes oportunidades surgirão.

O editor da PR Week falou da importância do Brand Film Festival (http://www.brandfilmfestival.com/) que reúne trabalhos de profissionais de RP, criadores, publicitários e comunicadores em geral. Steve recomendou a análise de vários dos cases apresentados, como forma de entender como esta atividade pode ser relevante neste mundo em transformação.