LivaNova: tratamento para epilepsia com tecnologia de ponta

A vida de um paciente com epilepsia pode ser repleta de limitações, principalmente nos casos em que os sintomas da doença – como perda da consciência, fortes contrações musculares, tremores pelo corpo e quedas abruptas – são frequentes, e os medicamentos convencionais não funcionam.

Graças à tecnologia e ao avanço da medicina, essa condição pode ser amenizada por meio de um tratamento cirúrgico pouco invasivo e eficaz, a chamada VNS Therapy. A técnica consiste na colocação de um dispositivo metálico, que funciona como um gerador de energia semelhante a um marcapasso, no tórax, embaixo da pele. Esse gerador transmite pulsos elétricos a três eletrodos que são colocados no nervo vago, situado no pescoço do doente, o que permite que os estímulos cheguem ao cérebro.

A Art Presse trabalhou junto à LivaNova, empresa de inovação médica, para divulgar o lançamento do equipamento de última geração com essa tecnologia no Brasil e gerar mais conscientização sobre esse tipo de tratamento, gerando repercussão nos principais veículos de diferentes regiões do país. O gerador SenTiva®, fabricado pela empresa, oferece um sistema altamente tecnológico, que inclui a possibilidade de programação a distância e completa personalização do tratamento para atender às necessidades específicas de cada paciente, de acordo com a orientação médica.

Foto: Infográfico mostra detalhes do funcionamento da terapia VNS. (LivaNova/Reprodução)

Contando com tantas inovações que proporcionam a melhora da qualidade de vida de pessoas com epilepsia, a imprensa reconheceu o assunto como sendo de interesse público. Por intermédio da Art Presse, veículos como CBN, G1 e Record (nos programas Fala, Brasil e Jornal da Record), além dos principais jornais regionais de cada estado, publicaram matérias sobre o assunto. Foram produzidas pautas sobre como a terapia VNS reduz o número de internações e a necessidade de atendimentos hospitalares no geral, oferecendo mais segurança e comodidade aos pacientes em época de pandemia; sobre a tecnologia ainda não ter sido implantada no SUS apesar de já ter sido aprovada para isso; entre tantas outras informações relevantes que fazem a diferença para a saúde da população. 

Além disso, como a epilepsia refratária é bastante comum em crianças, utilizamos o Dia das Crianças como gancho para divulgar um material de conscientização utilizando os recursos educativos da LivaNova voltados para o público infantil, tendo um ótimo retorno de portais especializados como o Hospitais Brasil.

Foto: Imagem da campanha didática da LivaNova Brasil, que usa um desenho animado para explicar o procedimento de implante da terapia VNS para as crianças. (LivaNova/Reprodução)

Durante o período de divulgação, também contamos com o apoio de médicos e diretores da Associação Brasileira de Epilepsia, além de pacientes que toparam compartilhar suas histórias com a imprensa de como a tecnologia impactou suas vidas. Com isso, conseguimos promover com afinco a conscientização sobre o acesso a esse tipo de tratamento neurológico para todo o Brasil.

Foto: O Gerador SenTiva®, da LivaNova, tem sistema de programação de última geração para o tratamento de pacientes com epilepsia resistente a medicamentos. (LivaNova/Reprodução)
Este site usa cookies para lhe oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao navegar neste site, você concorda com o uso de cookies.